domingo, 2 de setembro de 2012

(Re) Começando

     268630_3989732014338_823682057_n_large

"(...)Me recordei rapidamente de todas as pessoas e coisas que perdi por ainda não estar preparada para elas, ou por ainda ter muita curiosidade de mundo e dificuldade em ser permanente...
 Recordei de amigos e parentes distantes, aqueles que eu sempre deixo pra depois porque moram muito longe ou acabaram se tornando pessoas muito diferentes de mim, sempre penso “mês que vem faço contato com eles”. E se não tiver mês que vem?..."
Tati Bernardi

    Devo dizer que me ausentei! Me ausentei das belas palavras que sempre me foram amigas, das pessoas que faziam bem e das que me faziam mal, das músicas já conhecidas, das dores antigas, das lembranças que me jogavam ao passado, enfim... ausentei-me de tudo!
Passei aproximadamente um mês perdida em experiências que poderiam ser novas, em ações que sempre quis fazer, fui ao (re) encontro de pessoas que sentia falta, adentrei por caminhos que não conhecia nem ao menos o vento, simplesmente fechei os olhos e fui, fui sorrindo com o coração pedindo por algo novo! Muitas vezes fiz viagens mentais, sim isso mesmo, viajei para onde queria ir sempre que fechava os olhos quando sentia vontade de ir.
   Não pense que sou a alienação em pessoa, pense que sou uma adolescente que sentiu na pele os acontecimentos mais surpreendentes possíveis no período dos dois últimos anos e resolveu tirar uma pequena folga antes que o mundo que habita sua mente explodisse de maneira descontrolada. 
Antes dessa ausência física em alguns momentos e mental na grande maioria deles eu possuía um belo coração partido, crises de choros constantes, irritações bobas e insignificantes, problemas familiares, dúvidas pessoais, excesso de atividades e causas psicológicas que me atormentavam. Tudo isso fez parte de mim durante mais tempo do que deveria, foram acúmulos de materiais desnecessários para a mente de qualquer ser humano. Tais questões me acompanharam sem que eu conseguisse expor de qualquer forma o que me acontecia tentava ignorar e um belo dia quando tudo deu errado eu tive os olhos abertos praticamente na base da força! E percebi: preciso de mim! Preciso realmente de mim, apenas eu, eu mesma, minha essência sem as modificações desse mundo que gosta de confundir! 
   Por incrível que pareça eu não precisava de ajuda externa, não precisa de nenhum príncipe encantado como sempre quis, eu realmente necessitava de uma reforma interna! Fechar as portas da casa, apagar as luzes, fechar as janelas e deixar minha luz, meu eu sair para fora deixar de se esconder e brilhar para o mundo! Quer fazer algo? Então vá, meu bem! Faça, seja adulto o suficiente para assumir suas consequentes futuras, mas faça! Mesmo que a ação seja não fazer nada momentaneamente, mas tome uma atitude satisfatória para você mesmo.
Duvidas? Todos sempre tem! Medos? Por que te-los? São apenas partes de você mesmo que se sente ameaçada por um motivo cujo você sabe a resposta para desvenda-lo e sim, tem capacidade para realizar essa ação sair e tentar vencer! 
   Minha conclusão foi muito mais simples do que imaginava, não tenho nenhuma fórmula, nenhum mistério que desvendei, tenho apenas conhecimento de mim! Tenho minhas certezas, minha coragem renovada. Aprendi que começar não é apagar quem você foi anteriormente, mas sim partir daquele ponto ruim com uma esperança nova, um ser novo que se originou da renovação, daquilo que estava mal e buscou um motivo para ficar contente! 
Acredito que todos precisam se conhecer, saber o que querem, se em algum ponto da vida se perderam do sonho ou do objetivo, todos, um dia, deveriam ir visitar a lua ou qualquer outro planeta desconhecido que sente vontade de ir apenas para ficar em paz consigo! 
As dificuldades nunca saem do caminho, por isso cabe a nós parar o trajeto para retira-las e voltar a caminhar em paz!

Perdoem minha ausência!
Saudades daqui!


16 comentários:

  1. Olá Monise
    Que lindo é o teu blog,
    já era pra ter retornado aqui e deixado o selinho do meu blog pra você postar na lateral do seu blog.
    Está o selinho> http://2.bp.blogspot.com/-0dI6ldYCQHY/T_75v3KOSxI/AAAAAAAAAYU/qQqBVk0QWSY/s1600/FRGMENTOS%2BBLOG%2BSELINHO.jpg
    Está aqui a URL do FRAGMENTOS MEUS> http://leilinhavinho.blogspot.com.br/
    ao clicar no selinho no seu blog, estando a URL do blog na imagem (lá no quadrinho ao adicionar a imagem do pc, onde tem> Links< )
    voce entrará no blog, entendeu porque a URL é indispensável, senão ficará mesmo só a imagem.Rsrs.
    Um cheiro
    Eu! Leilinha

    Ps. Espero não estar sendo chata com isso, é mania de blogueira mesmo, dar dicas, rsrs.
    Eu amo entrar num determinado blog e clicar em selinho e assim conhecer atraves do tal conhecer outros blogs,

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga

    Há em cada recomeço,
    uma nova oportunidade
    de reescrever nossas histórias.


    Obrigado por sua visita ao meu blog,
    e parabéns por este valioso
    espaço de pensamentos.


    Que haja sempre em ti,
    o olhar da alegria.

    ResponderExcluir
  3. adoro textos que falam sobre recomeço, aliás, eu adoro essa "palavra" , na verdade, gosto de acreditar que nunca é tarde para RECOMEÇAR, sabe? *-* lindo texto, bom saber q vc se (re) encontrou! *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bom?
    Adorei seu blog (já virei até seguidora) e gostaria de lhe convidar para participar do meu:
    http://astrosefilmes.blogspot.com.br/
    Vai ser um prazer ter você nele!!!
    Bjus...
    Angela – Astros e Filmes

    ResponderExcluir
  5. Belo texto vc tem vida tem magia em cada vez que escreve e oferece estas lindas pérolas a quem visita a poetiza, adoro fazer minhas incursões por sua página é um mimo para o leitor, pra vc menina bjos, bjos e bjossssssssssss

    ResponderExcluir
  6. ...traigo
    ecos
    de
    la
    tarde
    callada
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    MONISE ABRAO

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE LEYENDAS DE PASIÓN, BAILANDO CON LOBOS, THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA,JEAN EYRE , TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  7. Poxa, fico contente que você tenha se (re) encontrado. É tão gosto quando isso acontece. Nada melhor como um tempo para si e assim refletir questões do que vem acontecendo nos últimos dias ou meses conosco. Espero que você não perca nunca esse hábito, sem se afaste da sua essência. Acredite, ela o que torna cada ser humano único no mundo. Filosófica e radicalmente falando, sem nossa essência somos apenas um cadáver vagando pelo mundo.
    Um beijo, @pequenatiss.

    ResponderExcluir
  8. De folhas de Outono se coroa uma tonta
    Lancei pedras sobre as ondas furiosas
    Teimosamente arde neste peito uma raiva
    E vi muito lixo num covil de raposas

    As coisas que um poeta vê
    As coisas que que invadem uma alma demente
    Num silencio contaminador, estonteante
    Ouvi palavras de amargo presente

    Cheguei finalmente a uma certa praia
    Fiquei encoberto por uma mancha de gaivotas
    Na impressionante fachada da minha alma
    Fecham-se com estrondo todas as portas


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  9. Olá, estou de volta também. Tão difícil é ficar longe do fascínio que é a escrita. Bom recomeço para nós!

    Um beijo ;]

    ResponderExcluir
  10. Visitem meu blog .
    www.meupequenocloset.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Olaa !!! Tudo bem com você ?? tá sumida !!! Hum ... apareça tá .

    ResponderExcluir
  12. Inventei a ironia numa toada de vento
    Roubei as asas a uma gaivota azul
    Colei-lhes um poema cheio de penas
    E enviei-o para uma tonta do sul

    Inventei um mar numa bola de sabão
    Roubei uma corda forte e boa
    Atei um rol de mágoa à mesma
    E afoguei-as nas águas de uma lagoa

    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  13. Estamos te esperando!!!

    =)

    Bjinhos, querida amiga!!!

    ResponderExcluir
  14. Oláá! Tudo bem com vocÊ?
    Sempre muito boas suas postagens!
    Adoro passar por aqui!
    Seu blog é sempre repleto de assuntos interessantes
    que instigam minha curiosidade!
    Parabéns pelo que escreve, adoro seu cantinho!

    Um grande beijo e um ótimo fim de semana!

    se cuide

    ;**

    ResponderExcluir